Mágica com mensagem ecológica

Mágica muito inteligente com uma mensagem ecológica sobre a água o planeta.

Parabéns pelo trabalho Mágico Will !!!!

 

 

O que é Sustentabilidade e como aplicá-la em nosso dia-a-dia.

           Você com certeza já ouviu falar em Sustentabilidade. Mas você sabe o que realmente significa?

            Se você pesquisar o conceito de Sustentabilidade, encontrará definições que falarão sobre: “pensamento sistêmico”, “equilíbrio dos ecossistemas”, “Relatório Brundtland”, hã? Calma. Vamos entender isso de maneira mais prática?

           A idéia central da Sustentabilidade é que é possível continuarmos vivendo neste planeta com qualidade de vida e nos desenvolvendo de forma com que haja continuidade e equilíbrio em relação aos recursos naturais. Tudo o que se retira se apenas retiramos, uma hora vai acabar. Assim, devemos oferecer ao planeta tanto quanto retiramos dele. Por exemplo, se retirarmos de um terreno duas árvores para construir nossa casa, obrigatoriamente deveríamos plantar no mínimo duas árvores.

           Gosto muito do conceito definido pelo famoso “Relatório Brundtland”, publicado em 1987, que diz que Sustentabilidade é “suprir as necessidades da geração presente sem afetar a habilidade das gerações futuras de suprir as suas”. Esta é a idéia!

           Atualmente, sustentabilidade virou praticamente uma palavra da moda no mundo inteiro. Todos gostam de agregá-la aos seus discursos políticos e empresariais. Mas afinal de contas, como podemos ajudar?

           Pois limpar o oceano das manchas de óleo que os navios cargueiros despejam, ou diminuir o aquecimento global parece tarefas impossíveis, não é mesmo?

           Mas você pode ajudar de diversas formas. Vou listar abaixo algumas pequenas atividades que podem proporcionar melhorias para o planeta, lembrando que se cada um fizer um pouquinho que seja a coisa já vai começar a andar. Vamos a algumas dicas:

1.  Separar o lixo e encaminhá-lo para a reciclagem;

2.  Apagar as luzes na hora de dormir;

3.  Plantar no mínimo uma árvore por ano (elas são capazes de absorver toneladas de gás carbônico durante sua vida, purificando assim o nosso ar);

4. Evite o desperdício de água: embora pareça aquele conselho de nossas mães e avós, é vital para a continuidade da vida que evitemos o desperdício de água. Para isso, basta mudarmos pequenas atitudes do nosso dia a dia, como:

            4.1 Fechar a água enquanto está escovando os dentes;

            4.2 Manter a água fechada enquanto ensaboa a louça;

            4.3 Deixar fechada a água enquanto faz a barba;

            4.4 Conserte vazamentos e mantenha as torneiras bem fechadas;

5. Evite o desperdício de energia elétrica, pois daqui pra frente se não economizarmos energia será cada vez mais comum os desagradáveis “apagões”;

6. Informe-se sobre pequenas alternativas ambientalmente corretas para sua casa. Seja na construção ou na reforma, existem maneiras menos agressivas de lidar com a questão, dê preferência para produtos ecologicamente corretos;

7. Atenção Pais e Educadores: ensinem as crianças a terem amor em relação ao planeta. Elas são o futuro e é exatamente elas quem mais sofrerão as conseqüências da não preservação;

8. Ande mais de bicicleta, faz muito bem à saúde e também ao meio ambiente.

            O planeta precisa de nós, já o agredimos durante muito tempo. Agora é hora de ajudarmos ele para que o futuro das nossas crianças esteja garantido. E, acredite: é exatamente a força dessa conscientização e dessa união que poderá, um dia, “curar” nosso planeta.

 Por Oscar Campos Neto. Fundador da Pão & Ecologia e da Cia Ecológica.

A seguir fotos sobre  sustentabilidade:

Continuar lendo

Bicimáquinas

Essa ideia vem da Guatemala e é muito boa. A ONG Maya Pedal, com sede em San Andrés Itzapa, é uma organização sem fins lucrativos que aceita doações de bicicletas do mundo todo, principalmente dos Estados Unidos e do Canadá. E o que ela faz com elas? Máquinas movidas a energia humana!

Segundo a ONG, o pedal das bicicletas tem um poder enorme e pode ser aproveitado para inúmeras aplicações que, de outro modo, precisariam de energia elétrica (que pode não estar disponível) ou de energia das mãos (o que necessita de muito mais esforço). As bicimáquinas, como são chamadas, são agradáveis e fáceis de usar. Elas podem ser construídas com materiais disponíveis localmente e ser facilmente adaptadas para atender às necessidades da população local. Além disso, elas livram os usuários de custos elevados com energia, podem ser usadas em qualquer lugar, são fáceis de manter, não produzem poluição e proporcionam exercícios saudáveis.

Lá são feitos bombas de água, moinhos, debulhadoras, liquidificadores para fazer sabonetes e xampus e muito mais. A oficina da Maya Pedal está sempre cheia e é composta por moradores e por voluntários de todo o mundo. Nela, a ONG não só constrói as bicimáquinas, como também oferece serviços de reparação e venda de bicicletas usadas.

O projeto, gerido pelo engenheiro e fundador da ONG, Carlos Marroquin, trabalha com diversos parceiros locais, ONGs, cooperativas agrícolas e produtores rurais orgânicos. Além disso, recebe o suporte de uma série de organizações internacionais, entre elas o gigante MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), nos EUA.

Iniciada em 2007, com a participação da organização canadense PEDAL, a Maya tem a missão de se tornar um centro de pesquisa e desenvolvimento do potencial de uso do pedal como forma de energia, além de servir como fonte para a promoção desses produtos de baixa tecnologia. E o mais interessante é que ela disponibiliza de graça os arquivos em PDF com as instruções de como produzir as bicimáquinas.

DICA ECOLÓGICA DA TAMPA NO SAQUINHO

GENIAL !!!! Idéia para reaproveitar tampas de pet.

Corte logo abaixo do gargalo usando tesoura, estilete ou outro cortador…

Depois basta fechar com a tampa. E pode usar nas embalagens de mantimentos, pães etc.

e o corpo da garrafa deve ser encaminhado para a reciclagem.

Divulguem, nosso Planeta agradece.

Tijolo Ecológico é opção econômica para a construção civil – Casas Ecológicas e Sustentáveis

Ele constrói a casa do rico e do pobre. É matéria-prima básica na maioria das construções do país. É conhecido apenas por tijolo, mas há alguns anos mais uma palavra foi acrescentada ao seu nome: ecológico. Em tempos de aquecimento global, o tijolo ecológico ou tijolo modular destaca-se por não poluir. Mas as vantagens não são apenas para o meio ambiente, são também para o conforto, para a estética e o mais interessante, para o bolso.

Ecotijolos

Tijolo Ecológico, Tijolo Canaleta e Meio-tijolo

Fabricado  em uma olária ecológica em Goiânia, a Ecotijolos, o tijolo é ecológico porque diferentemente do tijolo convencional não precisa ser cozido em fornos, eliminando assim a utilização de lenha e a derrubada de dez árvores para a fabricação de mil tijolos. Sem lenha também não há fumaça e, por conseqüência, não há emissão de gases de efeito estufa. Além disso, sua composição é formada por terra, água e cimento.

Segundo estudos realizados em todo o Brasil, o sistema construtivo dos Tijolos Ecológicos traz para a obra, de 20 até 40% de economia com relação ao sistema construtivo convencional. Um dos motivos é que não há desperdício, como neste último. “Hoje em uma obra convencional cerca de 1/3 do material vai para o lixo”. A seguir algumas vantagens desta tecnologia construtiva:

  1. Diminui o tempo de construção em 30% com relação a alvenaria convencional, devido aos encaixes que favorecem o alinhamento e prumo da parede;
  2. Estrutura As colunas são embutidas em seus furos, distribuindo melhor a carga de peso sobre as paredes. CRIANDO UMA ESTRUTURA MUITO MAIS SEGURA!
  3. Redução de uso de madeiras nas caixarias dos pilares e vigas em quase zero;
  4. Economia de 70% do concreto e argamassa de assentamento;
  5. Economia de 50% de ferro;
  6. Os Tijolos Ecológicos são curados com água e sombra, diferente dos tijolos convencionais que dependem da queima de milhares de lenhas queimando em fornos e contribuindo demasiadamente com o aquecimento global e com desmatamentos;
  7. Durabilidade maior do que o tijolo comum, pois chega a ser até 6 x mais resistente;
  8. Alivia o peso sobre a fundação evitando gastos desnecessários com  estacas mais profundas e sapatas maiores;
  9. Fácil acabamento. Se preferir não precisa rebocar e pintar, economizando mais ainda. Os Tijolos Ecológicos já possuem um lindo acabamento, semelhante aos tijolos aparentes, necessitando o uso de apenas um impermeabilizante a base de silicone ou acrílico, e rejunte flexível (varias cores da vedacit e votaran);
  10. Revestimento é simples usando-se direto sobre tijolo apenas uma fina camada (5mm) de reboco, textura, gesso ou graffiato;
  11. O assentamento dos azulejos é direto sobre os tijolos;
  12. Obra mais limpa e sem entulhos;
  13. Acústica Como o tijolo ecológico possui dois furos, as paredes formam um isolamento acústico, diminuindo os ruídos provocados na rua para o interior da casa.
  14. Isolamento Térmico (calor) – O furo dos tijolos, são importantes pois formam câmaras térmicas evitando com isso que o calor que esta do lado de fora penetre no interior da residência. Com isso a temperatura interna é inferior a externa. UMA CASA BEM FRESCA NAQUELES DIAS DE CALOR INTENSO!
  15. Isolamento Térmico (frio) – Com o Frio acontece ao contrario, pois a temperatura da casa fica mais quente do que a externa. TEMPERATURA SEMPRE AQUECIDA NOS DIAS FRIOS!
  16. Proteção de Umidade – Esses furos também propiciam a evaporação do ar, evitando com isso, a formação de umidade nas paredes e interior da construção, que causa danos à saúde e danos materiais.
  17. Instalações Hidráulicas – Toda a tubulação é embutida em seus furos dispensando a quebra de paredes, como na alvenaria convencional. SEM DESPERCÍOS COM “QUEBRA-QUEBRA”!
  18. Instalações Elétricas – Como as instalações hidráulicas, também são embutidas nos furos, dispensando conduites e caixas de luz, podendo os interruptores e tomadas serem fixados, diretamente sobre os tijolos.
  19. A PRATICIDADE DESTE TIJOLO FARÁ SUA OBRA SER MUITO MAIS RÁPIDA!

O processo inicia com a peneiração da terra, em seguida é feito a mistura de solo, cimento e água no misturador. Depois de pronta a mistura segue para a prensa hidráulica. São 6 toneladas de pressão que transformam a massa em tijolos ecológicos. Na seqüência, os tijolos passam pelo processo de hidrocura, ou seja são curados com água durante 20 dias até adquirirem a resistência adequada.

Pronto, o tijolo mede 12,5 cm de largura, 25 cm de comprimento e 6,5 cm de altura. E em conjunto com os tijolos também são fabricados os tijolos – canaletas e os meio-tijolos para que a construção fique perfeito e toda modulada. Os Tijolos ecológicos também são conhecidos por tijolos modulares de solo-cimento.

Economicamente viável, ecologicamente correto, visualmente agradável, a alternativa ainda gera novos empregos num setor que, mesmo diante da crise mundial, não foi abalado. O empresário confirma e exemplifica a importância de produções que somam positivamente na economia. “A construção civil é um setor em alta no Brasil e chegou o momento de construírmos de forma sustentável e ecológica. As obras feitas com estes sistema construtivo quase não geram entulhos, que um sério problema ambiental”

Fontes de pesquisa:

http://www.guiadaobra.net/forum/ambiente-saude-seguranca/tijolo-ecologico-opcao-economica-para-construcao-civil-estado-t811.html

Abaixo, segue outro texto legal sobre construção com tijolo ecológico:
http://www.guiadaobra.net/forum/ambiente-saude-seguranca/construcao-sustentavel-com-tijolo-ecologico-curitiba-t1271.html