Escola de Consumo Responsável levará conscientização para supermercados do país

Educaçao ambiental

Foto: Esther Perez

Fiscais, supervisores, gerentes e encarregados dos supermercados de todo o país serão treinados para ensinar aos seus funcionários e clientes como utilizarem adequadamente as sacolas plásticas sem que haja prejuízo ao meio ambiente. A ação faz parte do projeto Escola de Consumo Responsável, que levará, por todo o Brasil, as práticas de redução do uso excessivo, reutilização e descarte adequado das sacolinhas.

Com o objetivo de ampliar o alcance dos conceitos sustentáveis sobre consumo e descarte de sacolas plásticas, a iniciativa busca transformar as lideranças das redes varejistas em agentes multiplicadores do conceito de sustentabilidade.

O treinamento será feito em aulas de quatro horas, ministrada por instrutores previamente preparados e com apoio de material didático. Com isso, os organizadores do projeto pretendem levá-lo a cada supermercado do país que tiver interesse em aderir ao movimento.

“O resultado prático é a redução do desperdício das sacolas plásticas, além da conscientização e o maior envolvimento da população nas questões sustentáveis”, afirmou Paulo Dacolina, diretor Superintendente do Instituto Nacional do Plástico (INP), uma das entidades idealizadoras deste projeto.

Com o lançamento oficial previsto para quinta-feira, 21 de outubro, a Escola segue ao princípio de que a preservação ambiental é responsabilidade de todos: poder público, iniciativa privada e população. Para isso, além dos treinamentos, também irá promove sacolas produzidas dentro da Norma ABNT 14937, que, por serem mais resistentes, podem ser usadas em menor quantidade, evitando seu desperdício e permitindo ainda sua reutilização.

A Escola de Consumo Responsável já está em funcionamento no Rio de Janeiro, onde mais de 400 colaboradores de sete supermercados já foram treinados. “O trabalho seguirá por todo o país, para que a população possa continuar usufruindo dos benefícios das sacolinhas; praticidade, durabilidade, economia, higiene, e ainda garantir a preservação do meio ambiente”, completou Dacolina.

Lançamento oficial no Rio de Janeiro

A capital carioca foi escolhida para sediar o lançamento graças ao sucesso alcançado com o piloto do Programa de Qualidade e Consumo Responsável de Sacolas Plásticas, que envolve indústria, varejo e população na questão da responsabilidade compartilhada para o meio ambiente. “Em um mês, o Rio de Janeiro foi a cidade que alcançou o maior índice de redução no desperdício de sacolas plásticas – 15%”, informou Dacolina.

O Programa chegou, em dois anos, a sete capitais brasileiras (São Paulo, Porto Alegre, Salvador, Goiânia, Brasília, Rio de Janeiro e Recife) e, ainda em 2010, será implantado em Belo Horizonte (MG) e Florianópolis (SC). “Nesse período, o programa conseguiu reduzir em 3,9 bilhões o número de sacolas usadas no Brasil”, afirmou Paulo Dacolina. “Com a Escola de Consumo Responsável, o alcance do trabalho de conscientização será ainda maior”.

Os interessados em participar dos treinamentos e levar a Escola de Consumo Responsável a sua cidade devem entrar em contato com o Instituto Nacional do Plástico (INP) pelo e-mail: inp@inp.org.br.

Fonte: ecodesenvolvimento.org.br

Anúncios

Deixe o seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s